Doria entregará menos da metade dos respiradores prometidos comprados da China


O governo de São Paulo disse nesta quarta-feira (13) que receberá menos da metade dos 3 mil respiradores comprados da China que foram prometidos para ampliação de leitos de UTI no estado. O tucano havia anunciado a compra de US$ 100 milhões (cerca de R$ 550 milhões), sem licitação, que é investigada pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas de São Paulo.
O vice-governador Rodrigo Garcia disse em coletiva de imprensa que, devido a problemas com o fornecedor, a compra inicial dos 3 mil aparelhos foi reduzida para 1.280 equipamentos, com novo valor de US$ 44 milhões (cerca de R$ 261 milhões).
“A compra da China, via Estados Unidos, foi repactuada de 3 mil respiradores para 1.280, que é a capacidade de entrega da indústria. Então, nós ficamos com aquilo que era necessário no tempo da epidemia de São Paulo. Os 1.280 que serão todos entregues até a primeira semana de junho”, afirmou Garcia.

Postar um comentário

0 Comentários