Globo vai investigar agressão de segurança de Bolsonaro a repórter


Globo vai investigar agressão de segurança de Bolsonaro a repórter
Emissora exigirá que o autor da agressão seja responsabilizado. Jornalista diz que levou soco no estômago ao fazer pergunta ao presidente em Roma
O Grupo Globo acompanhará o suposto caso de agressão sofrida por um repórter em Roma, na Itália, durante a cobertura da viagem do presidente Jair Bolsonaro ao país.
Durante o programa “Jornal Nacional”, na terça-feira (2), o âncora Helter Duarte anunciou que a Globo “contratou serviços jurídicos na Itália para que o caso seja acompanhado”. 
A emissora exigirá que o autor da agressão seja responsabilizado.
O caso
No domingo (31), o repórter Leonardo Monteiro teria levado um soco de um segurança da comitiva de Bolsonaro. Monteiro perguntou por que Bolsonaro não participou de alguns eventos do G20 com outros presidentes e foi agredido. 
As imagens não mostram o soco, mas flagraram o diálogo abaixo:
– “Presidente, presidente. 
O cara tá empurrando, gente. Presidente, por que o senhor não foi de manhã no evento do G20?”
– “É a Globo? Você não tem vergonha na cara….”
– “Oi, presidente, por que o senhor não foi de manhã nos eventos do G20?”
– “Vocês não têm vergonha na cara, rapaz.”
Outros jornalistas, como Jamil Chade (UOL) e Ana Estela de Sousa Pinto (Folha de S.Paulo), contam que foram hostilizados por Bolsonaro e seguranças.
 Até o momento, o Palácio do Planalto não se manifestou sobre o caso.

Fonte: Jornal de Brasília 

Postar um comentário

0 Comentários