Na 1ª sessão da CLDF do ano, Ibaneis dispara: “O radicalismo tem que sumir”; confira

 


A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) deu início aos trabalhos legislativos de 2022 nesta terça-feira (1º/2). A primeira sessão do ano começou às 15h20, no plenário. O governador Ibaneis Rocha (MDB) esteve presente na Casa para a solenidade de abertura dos trabalhos.

Ao iniciar o discurso, Ibaneis lamentou a alta de casos de Covid-19 no DF. “Estamos agora sofrendo junto com os nossos servidores da saúde, que são muitos. São mais de 1,5 mil servidores já acometidos pela Covid”, disse. “Estamos trabalhando no sentido de abrir novas UTIs, novos leitos, para que possamos atender a população”, completou.

Sobre o retorno dos trabalhos na CLDF, o governador pediu que as eleições deste ano “não contaminem os debates da Casa”. “E que as eleições sirvam para o aperfeiçoamento da democracia, que é o que nós precisamos na nossa cidade e no nosso país”, afirmou.

“Estamos vivendo uma dificuldade democrática muito grande por conta do radicalismo. Esse radicalismo tem que sumir, nós temos que pensar nas pessoas. As pessoas são quem mais sofrem com o radicalismo. Temos que ter um olhar para o futuro”, destacou o chefe do Executivo local.

Na ocasião, o presidente da Câmara, deputado Rafael Prudente (MDB), fez um balanço das ações do Legislativo nos últimos anos no DF. “Não é exagero afirmar que esses quatro anos foram e serão os mais desafiadores dos 30 anos de existência desta Casa. A pandemia nos impôs uma nova realidade e a nossa produção legislativa acompanhou a necessidade rápida de tomada de decisões para proteger a saúde de todos, socorrer os mais vulneráveis e auxiliar a atividade econômica do DF”, disse.

Assim como Ibaneis, Prudente também pediu que, neste ano, os parlamentares não levem “confusões eleitorais” ao plenário. “Peço aqui que, na medida do possível, tenhamos um ano legislativo muito produtivo, assim como tivemos ao longo dos últimos três anos, e não tragamos a esse plenário polarizações políticas e discussões eleitorais ou eleitoreiras. Estamos aqui para cumprir o mandato que a população nos confiou e devemos cumprir essa missão com isenção”, enfatizou.

Produção legislativa em 2021

O ano de 2021 terminou com aumento de cerca de 30% da produção legislativa em relação ao ano anterior. A pandemia da Covid exigiu do Legislativo local celeridade na apreciação e aprovação de um grande volume de proposições. No total, a CLDF aprovou 1.044 propostas, entre projetos de lei, projetos de lei complementar, alterações à Lei Orgânica e requerimentos.

A partir desta terça-feira, a Câmara também volta a funcionar em horário integral, pela manhã e à tarde. Durante o recesso parlamentar o funcionamento era apenas no período vespertino.

Algumas pautas prioritárias da Casa neste ano serão matérias sociais e econômicas. Outra prioridade vai ser a pauta fundiária, em especial a Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos), o Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) e o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB).

Com informações do Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários