Imagens fortes! Espancamento que matou congolês no Rio foram flagrados por câmeras; veja

 


As câmeras de segurança do quiosque Tropicália, que funciona na altura do posto 8 da praia da Barra da Tijuca, na zona oeste, registraram o espancamento sofrido pelo congolês Moïse Mugenyi Kabagambe, de 24 anos, na noite do dia 24/1. As agressões resultaram na morte do cidadão refugiado no Brasil.

Nas cenas, obtidas pelo Metrópoles, Moïse é atingido por pauladas na cabeça e nas costas, além de socos e chutes em diversas partes do corpo. As imagens fortes fazem parte da investigação sobre a morte do africano, que está sendo conduzida pela Delegacia de Homicídios, incluindo os momentos em que tentem reanimar a vítima. Veja:

Moïse teria ido ao quiosque onde trabalhou para cobrar por diárias não pagas, quando foi atacado por dois homens, um com pedaço de pau e outro com um taco de beisebol. O congolês, então, tira a camisa e pega uma cadeira para tentar se defender, mas acaba dominado pelos homens (um terceiro assiste ao espancamento), que o golpeiam insistentemente.

Quase 10 minutos após os primeiros golpes, os agressores amarram os pés e as mãos da vítima com um fio. Depois, uma mulher se junta ao grupo e dois homens tentam reanimar Moïse, que chegou ao Brasil em 2011 fugindo dos conflitos armados na República Democrática do Congo.

Com informações do Metrópoles

Postar um comentário

0 Comentários