Advogada fala em ameaças e extorsão e descarta tese de suicídio sobre a morte de Firmino Filho


Advogada fala em ameaças e extorsão e descarta tese de suicídio sobre a morte de Firmino Filho
Advogada disse que vai sugerir à DHPP que analise todas as câmeras de segurança do prédio e as mensagens e ligações no aparelho celular de Firmino.
A advogada e jornalista Carol Jericó, disse em uma live no Facebook que não acredita na hipótese de suicídio, em relação ao fatídico episódio ocorrido com o ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB).
De acordo com ela, é necessário que se torne pública a investigação e a perícia do caso. 
Ela fez um apelo à Polícia Civil, para que analise todas as câmeras de segurança do circuito interno do Manhattan River Center, local onde o corpo do ex-prefeito foi encontrado.
"Firmino não tinha sinais de depressão. 
Não acredito em suicídio. Precisamos saber quantas pessoas circularam pelo prédio no dia da morte", destacou.
Ainda segundo a advogada, ela irá procurar a Polícia Civil para sugerir que seja investigado a possibilidade de uma eventual extorsão. 
Ligações telefônicas recebidas, mensagens de aplicativo, e-mail e outros, deverão ser analisados pela investigação.
Carol Jericó acredita que o ex-prefeito Firmino Filho estaria sendo ameaçado e sendo extorquido. 
O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), comandado pelo delegado Francisco Costa, o 'Barêtta'.
Na última eleição municipal, Carol Jericó foi candidata a vereadora de Teresina pelo PSL, mas não conseguiu se eleger. 
O partido era aliado do PSDB de Firmino Filho.
A morte de Firmino
O corpo do ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), foi encontrado na tarde da última terça-feira (06), na frente do edifício Manhattan River Center, localizado na Avenida Senador Arêa Leão, na zona Leste da capital.
As informações iniciais dão conta de que o ex-prefeito teria se jogado do 14º andar do prédio, onde funciona o Tribunal de Contas da União (TCU). 
O que teria motivado um possível suicídio ainda é uma incógnita. 
O laudo final da perícia deve ser divulgado em 10 dias.


Fonte/Crédito: Fala Piauí

Postar um comentário

0 Comentários